sexta-feira, 29 de maio de 2015

E toda a efabulação será perdoada. Problemas há cuja solução é recusar a sua existência



Adeus auto-ajuda, adeus auto-conhecimento. Conheça os traços da ilusão e do auto-engano com proveito para o ego. Saiba o que fazer para uma existência diária mais feliz. O sujeito:

  • deve elaborar um retrato heróico, ou edificante, da sua pessoa, em todas as situações, mesmo que implausíveis;
  • deve julgar possuir um controlo maior sobre a sua vida do que aquele que realmente tem;
  • deve acreditar que o futuro será melhor que a soma de todos os factos presentes podem justificar por qualquer forma;
  • deve atribuir qualquer sucesso à sua inteligência, ou qualidades pessoais, e os falhanços à injustiça ou circunstâncias externas;
  • deve afiançar sempre que teve um contributo importante e decisivo em acontecimentos passados: «Fiz a diferença»;
  • deve pensar que é dotado de qualidades especiais:«Sou único»;
  • deve garantir que é possuidor de uma superior integridade moral:«Nunca faria isso.»

3 comentários:

  1. Dás-te com gente muito estranha, pá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tive que recusar o convite para jantar. Era canibal.

      Eliminar
    2. Todos os dias, ou só nesse?:P

      Eliminar