quarta-feira, 20 de maio de 2015

WC masculino: toda a verdade

Este é o artigo que todos esperavam. O artigo que vem colocar o dedo na ferida e no próprio do pénis. Vamos contar toda a verdade. O Autor vai, inclusivamente, deixar que lhe botem a boca no trombone. Esperem, estou a misturar artigos. Esta última parte é para um estudo sobre música clássica. 
Seja como for, estou disposto a quebrar o segredo que os homens guardam há centenas de anos. 

"Ai o meu homem não, ele é um romântico, trabalha numa grande empresa, veste-se de fato e tudo. Estava capaz de apostar um felácio em como ele não sai da casa-de-banho sem lavar as mãos."
OK cara leitora. Chegou a hora de cumprir a promessa.

Pois é. Metade dos homens são ordinários. E não é no bom sentido, que para isso estou cá eu.
O estudo científico que fiz mostra claramente que não é pelo estatuto social que as mãos são lavadas após a mais básica das necessidades fisiológicas. Às vezes pelo contrário. 
Ai... o que eu "gosto" de ver um tipo armado em pintas, todo bem vestido, claramente numa saída para espalhar magia perante alguém, ir fazer um xixizinho, olhar-se ao espelho e sair sem lavar as mãos... Depois está a namorada/amante/pretendente à espera dele, de brilho nos olhos por ter um pintas tão lindo... Quase impagável. 

Mas isto sou eu, que às vezes, quando vou fazer o meu xixizinho da ordem e me lembro que já apertei a mão a uns quantos tipos durante o dia, até lavo as mãos antes (e depois) de segurar o menir. Ele merece. É um bem precioso. 
É que eles podem ser os porcos, mas eu tenho o diamante.

Imagem: www.adorocinema.com

23 comentários:

  1. :DDDDD

    De facto! Há muitos "colegas" que esquecem: lavar as mãos "antes" é um pouco mais importante que "após".

    Na minha vasta experiência do urinol público acabei por categorizar:

    UPc0 - Nem antes nem depois, mas arranja o gel do cabelo. Até o meu gato aprecia mais a água.
    UPc1 - Mostra as mãos à água quando termina o serviço.
    UPc2 - Lava, seguindo o método, "após".
    UPc3 - Diligentemente, "antes" e "depois".
    UPc4 - Zeloso, antes e depois. Não toca no que quer que seja sem usar um papel. Adicionalmente, segura com a mão não utilizada para cumprimentar colegas, utilizar o corrimão ou o atm, e limpar os bastidores - a mão dos trabalhos de carpintaria.
    UPc5 - Não usa urinol público. Equaciona utilizar com um hazmat mas repara que não é exequível, não tem braguilha. Portanto, aguenta.

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Resumindo: o português é um grande macho (...).

      Eliminar
  2. E qual é o problema não lavar as mãos?
    Normalmente toma-se um banho diário e penso que se lava o pénis
    A menos que o pénis seja um fulcro de bactérias em produção acelerada de muitos mlhões poe segundo não estou a ver a extrema necessidade de lavar as mãos por pegar nele para um xixizinho.
    Sobretudo não compreendo por que motivo a namorada ou mulher do indivíduo se repnugar com isso se com a maior à vontade e sem esses escrúpulos de higiene lhe faz sexo oral na maior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Errrr...não.
      A namorada ou mulher do indivíduo espera que quando chegar à altura do sexo oral, a higiene já tenha sido feita. Tal e qual o namorado ou marido.

      Eliminar
    2. Filipa, a ver.
      A namorada ou a mulher espera. Disse e diksse muito bem...espera. Mas pode não ter sido feita.
      O pénis, e devido à sua forma anatómica, provavelmente é a parte do homem menos exposta à poluição e aos germes ambientais.
      Considerando que uma pessoa toma um banho diário, quanto a mim há um maior dispersar de germes através do toque manual no coçar uma orelha do que manusear um pénis para uim xixizinho.
      Eu vejo assim. Raramente lavos as mãos por pegar no pénis para esse serviço, mas nunca deixo de lavar as mãos se pegar num pão de um super que sei que já foi manuseado por dezenas de mãos, sem contar as vezes que já caiu ao chão por onde anda centenas de sapatos com toda a porcaria possível

      Eliminar
    3. Um pouco mais vamos fazer como a outra dos gatinhos, não?
      Lavar e desinfectar bem as mãos antes de pegar no pénis para o xixizinho.

      Eliminar
    4. Espera que seja feita e a higiene tem cheiro, por Deus.
      Sexo oral, para ser a perceito, tem de ser feito com a absoluta certeza de que ali existiu água e algum detergente. Só de pensar o contrário...nem sei.
      Arrepia só de pensar apertar a mão a alguém que fez o seu xixi e não lavou a mão. Mas eu sou a maluquinha das mãos lavadas, dos micróbios e da porcaria, o melhor é não ligar.

      Eliminar
    5. Não é isso o que se vê...num filme, por exemplo.
      Um encontro, uma saída, um jantar romântico, quarto, desapertar de calças e sexo oral nele, e ele nela.
      Vai-me dizer que é filme. Concordo, mas se fosse mentira primeiro via-se os amantes tomarem um banho primeiro. Que foi o que eu sempre fiz.
      Fui casado 37 anos e nunca, mas mesmo nunca fiz sexo sem tomar banho primeiro.
      E ela também.
      No entanto não me preocupo em lavar as mãos por fazer um xixizinho. Como disse, trago mais germes nas mãos se coçar uma orelha.

      Eliminar
  3. Alto lá! Há uns anitos a Mónica e o Bill esclareceram que oral não é sexo. É entretenimento de adultos.

    Em abono da verdade, o períneo, e zonas limítrofes, sofre uma terrível transpiração durante o dia.

    Falando de merendas, entro no estabelecimento, dirijo-me aos sanitários, lavo as mãos porque cumprimentei uma data de gente cujos hábitos desconheço, podem até ter tido entretenimento oral, levado as mão aos lábios, salvo seja..., dizia, lavo as mão, alivio a bexiga, lavo novamente as mãos e só depois vou comer o meu pãozinho.
    É mesmo um pãozinho, integral...

    Portanto, UPc4 ou superior.

    Não estamos na selva, caraças.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, na selva não! Estamos na cidade, na civilização e no meio de gente civilizada.
      O que é certo é que ela não o mete para dentro da boca, pois não?
      E o que ainda é mais certo é que ele não lhe enfia a língua até ao umbigo.
      E vai uma pessoa porque é civilizado lavar as mãos porque tocou com dois dedos num bocado de pele.
      Tanto nojo e não se incomodam nada em dar um beijo? Há muito mais milhares de milhões de bactérias na saliva do que meia dúzia na pele do pénis.

      Eliminar
    2. Calma meu caro Corvo!

      Mencionei apenas as merendas. Quanto ao resto não tenho entendimento. Nasci um rapaz casto, um asceta que vive nas páginas de livros...

      Abraço!

      Eliminar
    3. Oh, raios! É que nem tinha reparado que era o meu amigo Quiescente. Vi o comentário e disparei.
      Ó Quiescente. Vou explicar-me com toda a honestidade e franqueza. Que fique claro que eu não sou contra o lavar as mãos depois do xixizinho. Eu também lavo, sobretudo se a seguir for fazer uma refeição. O que eu quis dizer é que não considero, em nome da saúde pública, ser uma prioridade obrigatória lavar as mãos depois do xixi.
      Em meu entendimento não é, nem tão-pouco alguém é menos higiénico por isso, porque o pénis é das zonas do corpo do homem a que menos bactérias tem.
      Além disso dou outro exemplo. Todos tomam um banho diário. à noite ou de manhã. Por acaso eu é à noite porque considero que o corpo necessita da higiene depois de um dia de trabalho e de transpiração. Mas sei que a maior parte das pessoas, é de manhã. Nada tenho contra. Mas vejamos então esta situação. Um homem entra nuns lavabos, faz o seu xixizinho e depois lava cuidadosamente as mãos. Perfeito.
      O mesmo homem entra nuns lavabos, pode ser o mesmo, utiliza a sanita, alivia-se da carga, limpa-se ao papel higiénico, lava as mãos e sai dali limpinho e sem pensar em mais nada.
      Limpou.mas, e o que lá fica durante todo o dia? Foi, porventura, o papel suficiente para lhe proporcionar uma higiene perfeita?. Nem por sombras! O resto que lhe saiu da tripa encontra-se lá espalhado pelo papel porque o papel só trouxe...nada! Essa é que é a verdade! O papel espalhou e veio sujo com algum.
      Se esse mesmo homem não tomar banho à noite e for dos que tomam de manhã, vai deitar-se, ter sexo com a companheira, depois vai dormir com uma reserva de m**** acumulada e a fermentar.
      AH e tal mas ele antes de ter sexo vai lavar o cu. Pode ir e pode não ir. O que ele vai fazer é lavar as mãos p+orque tocou no pénis. E se, a companheira lhe fizer sexo oral, não é ele que vai perder tempo a dizer-lhe que ainda não lavou o pénis. Aproveitya logo enquanto a periquita está para aí virada não lhe vá passar a vontade.
      E o beijo? Pronto, já falei, tá bem.
      Portanto e por isto tudo, lavar as mãos depois do xixizinho sim, mas ninguém infecta ninguém se não as lavar.
      Um Abraço Daqueles!

      Eliminar
  4. Fui eu quem escrevi o artigo. E nunca mencionei a questão higiénica nos termos que o CORVO coloca :)
    Claramente que existem coisas muito piores, a níveis de bactérias e outras "porcarias", do que tocar no pénis. Aliás, a bancada da cozinha é pior que a sanita (li num artigo científico há já bastante tempo).

    Mesmo não colocando em causa a saúde púb(l)ica, estamos a fazer de... higiene. Para nós e para os outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não senhor, não senhor!
      Não foi nesses termos mas para justificar a minha posição tenho de argumentar com a saúde particular de cada um e com a pública em geral, isto se não for necessário prelar sobre a mundial.
      Vai ser muito díficil dares-me a volta. Um dia conto no meu blog c omo foi que uma gajinha armada em esperta me espetou em tribunal, acompanhada da advogada, porque eu, a fazer marcha atrás, lhe amassei o carro quando ela passava por trás. Vão dizer: ah, popis, corvo se fazias marcha atrás e se lhe bateste és culpado. Pois apareci lá sozinho e arrumei com ela e com a espertinha da advogada, sai inocente e altamente dignificado.
      Isto tudo para dizer que essa do não falei nisso em termos de saúde como o corvo fala, para mim é muito pouco.
      Por acaso não vou argumentar mais porque não quero tyer remorsoos de consciência por traumatizar a Isa e a Margarida, e até a Filipa, a Guerreira sem Pavor, que segundo parece já pede tréguas.
      Por isso e como acima de tudo o bem estar de uma senhora para mim cala tudo o resto, vou parar sem que não antes vos afiance que usar a sanita e limpar com um papel sem ter o devido cuidado de se lavar muito bem com água e sabão, é a maior e mais nojenta falta de higiene humana. Porque andam um dia inteiro com excrementos colados aos pêlos, que nisto o meu amigo Quiescente saberá melhor do que eu discorrer sobre o que é a solidez e rijeza do betão armado. Excrementos no cu é igual.
      .
      Pensem nisso e deixem de, ah, que nojo, que porcaria, que tipo mais imundo e vai-se a ver só porque o homem entendeu que não tinha necessidade de estar uma hora na bicha à espera para lavar as mãos depois da mijinha.
      Se esquecer que o pegar na pila para mijinha não é propriamente o mesmo que pegar-lhe para a masturbação. Na mijinha, eu pelo menos, pego-lhe delicadamente com dois dedos.
      E Deus a todos vos Abençõe!

      Eliminar
  5. Com isto tudo, tive vontade de ir pôr as minhas vacinas em dia, é só o que vos digo.

    Só não vou, por finalmente ter encontrado a fórmula perfeita de "mulher fatal".

    ResponderEliminar
  6. Não podemos acabar por aqui, enquanto é tempo?

    ResponderEliminar
  7. Estás a ficar transpirada e precisas de um banho?

    ResponderEliminar
  8. Com tanto germe e bactéria não sei como ainda não morremos todas!

    ResponderEliminar
  9. :DDDDD

    As Mulheres sabem, caro Corvo. Elas sabem, Sempre.
    (continuo a falar de pãozinho integral...)

    Abraço, meu caro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh eh. Somos uns eternos aprendizes, é o que é
      ::))

      Abraço!

      Eliminar